Curta Camaleao.Org nas Redes Sociais:
Não encontrou o que deseja?

Cenas de sangue e matança estão causando repulsa no elenco

The Walking Dead é uma série de televisão norte-americana que retrata um mundo onde os zumbis dominaram o planeta Terra e os seres humanos se tornaram presas fáceis durante o dia e principalmente a noite. Série desenvolvida por Frank Darabont e baseada na série de quadrinhos de mesmo nome por Robert Kirkman, Tony Moore e Charlie Adlard.

No mundo pós-apocalíptico de ‘The Walking Dead’, Rick Grimes (Andrew Lincolm) e o seu grupo de sobreviventes continuam a sua batalha para sobreviver tanto às ameaças dos walkers (zumbis) como aos vários perigos que se escondem entre os vivos.

equipe-de-walking-dead-esta-deixando-de-consumir-carne

Vísceras sangrentas, carnes expostas, cortes, sangue, muito sangue, morte e alguns ossos de fora. Há definitivamente muito disso em “The Walking Dead”. Tanto é, que parte do elenco e da equipe da série, estão começando a rejeitar e abandonar o consumo de carne em repulsa a tudo que vivenciam na produção da série.

“Depois de assistir os zumbis reais consumindo carne humana sangrenta ou vendo cabeças e outras partes de corpo cortada, ninguém estava tocando a carne vermelha ou até mesmo em carne de frango que estava disponível para consumo no set”, disse uma fonte “off-câmera”, que estima que cerca de 80% dos alimentos fornecidos agora são baseados em uma alimentação vegetariana e nós estamos falando de centenas de pessoas que precisam ser alimentadas.

Leia mais »

As chinchilas são usadas para fabricação de casacos

No último domingo (19/outubro), um grupo de ativistas de uma célula da ALF (Animal Liberation Front – Frente de Libertação Animal) libertaram 100 chinchilas de um criadouro da cidade de Itapecerica da Serra (SP).

ativistas-libertam-100-chinchilas-interior-de-sao-paulo-peles-animais-alf-animal-liberation-front-frente-libertação-animal

As chinchilas eram vendidas para a empresa de Carlos Perez, um dos maiores e mais antigos exploradores de chinchila do Brasil, esses animais são adquiridos para extração de suas peles para venda no exterior.

Para fabricação de um casaco podem ser mortos até 350 animais, variando de acordo com a altura da pessoa e tamanho do casaco, com base nos relatórios anuais das associações de criação de chinchila existem mais de 250 mil animais da espécie.

Leia mais »

Lasanha com pupunha (palmito ecológico)

Lasanha, ou lasagna em italiano, é um prato de massa em folhas, tradicionalmente recheado com queijos e molhos.
Uma curiosidade é que existem evidências de que o prato não seja original da Itália e a receita original não continha tomate.

Do passado até a atualidade, a lasanha sofreu diversas modificações, mudando de acordo com a cultura local, os alimentos disponíveis na região e o paladar. O seu recheio, os ingredientes da própria massa e até seu formato se alteraram com o tempo.

lasanha-vegetariana-de-pupunha-e-berinjela-receitas-vegetarianas

Em nossa receita vegetariana (sem ingredientes de origem animal), além de saudável e ética, daremos uma pitadinha extra de ecologia, usando o palmito pupunha, considerado o “palmito ecológico” por ser produzido em um espaço de tempo muito menor, tempo de colheita curto (2 anos) comparado ao longo tempo do palmito tradicional (10 anos), ainda possui rotatividade, ou seja, a palmeira pupunha rebrota, o que permite o corte continuado para produção de palmito.

Além de ser mais adocicado, saudável, super macio e de investimento relativamente baixo para plantio, o que faz com que ganhe cada vez mais espaço entre os pequenos produtores. Nesta receita, usaremos o palmito pupunha no lugar do palmito tradicional, acompanhado de berinjela, tomate, mandiokejo e temperos vegetais.

Leia mais »

Imagine que alguém pusesse você para dançar uma dança que você não sabe qual é, uma dança exótica, cujos passos são idealizados por esse outro ser estranho. Imagine essa dança realizada por seu corpo, mas orientada por esse outro, passando um ferro sobre sua língua, atado em correias que ele segura e puxa para si, forçando as duas laterais de sua boca, friccionando seus dentes molares, obstruindo seu movimento de engolir a saliva, um freio. Imagine-se nessa condição por horas. Todos os dias.

Sempre que o condutor dessa dança quiser fazer você parar, virar para um lado, seguir pelo outro, recuar, ele puxa com força o ferro que prende sua língua. Enquanto ele realiza a dança usando o seu corpo como par, sua língua está pressionada contra o fundo da cavidade bucal. Mal e mal você consegue engolir a saliva. Sua baba escorre, então, boca afora. Sua garganta seca. A dor é insuportável.

Se quer ter uma pequena ideia do que está lendo, enquanto lê, pressione sua língua contra o fundo da boca, mantendo-a assim até terminar a leitura. Se conseguir fazer isso sem babar o teclado, já está melhor preparado para ser montado e forçado com um freio a fazer coisas que não tem o menor propósito ou interesse em fazer. Sugestão de Nevzorov que estou repassando, pois fiz a experiência enquanto lia o texto explicando a violência de um freio na boca de um cavalo. Mas, vamos em frente! Mantenha sua língua presa pressionando com o dedo mais forte, porque senão você não vai aguentar o tranco.

equitacao-tecnica-ou-exercicio-de-andar-a-cavalo-bridão-freios-artigos-errado-andar-cavalo

Mas quem senta em cima de você, atrás de sua cabeça, comandando esses cordames que maltratam sua boca e destroem seus molares pelo contato e fricção do ferro (freio), jamais pode ver a sua expressão de dor e pavor, a sua boca completamente arremetida para um lado, para o outro, a cada investida para fazer você seguir por onde você não seguiria naturalmente.

Leia mais »

Picolé vegano para refrescar nesse calor!

picole-vegano-caseiro-simples-de-fazer-receitas-picoles-veganos-calor-vegetarianismo

Ingredientes:
Suco de Tangerina Natural
Suco de limão siciliano (limão + água)
açúcar

Preparo:
Faça os sucos e coe
Esprema a tangerina e use o suco puro
Coloque na forminha um dos sucos primeiro
Use o limão indicado, o siciliano fica melhor do que os outros
Açúcar é a gosto, só adoçamos o de limão
Leve ao freezer por duas horas ou mais
Quando estiver duro, acrescente o outro suco
Feche as forminhas e recoloque no freezer até endurecer

Pode ser feito com morango, com abacaxi, com manga, a fruta que desejarem.
* Receita do Ser Vegana.

Bem-estar é conveniente para continuidade do consumo de animais

Na zootecnia, o bem-estar do animal é definido por parâmetros de conforto físico e psicológico mínimos, limitados pelos interesses do agronegócio. Então, água, comida, abrigo e espaço, tudo é “melhorado” para os animais, desde que representem melhora na qualidade das carnes, dos ovos, da lã e do leite, e não solapem os lucros da produção.

nao-ha-bem-estar-na-vida-dos-condenados-bem-estarismo-abolicionismo-bem-estar-animal-crítica-ética-animal-direitos-animais-camaleão-veganismo

Portanto, quando se ouve a expressão “bem-estar” vinda de alguém que vive da exploração dos animais, ouve-se algo como “estado de conforto mínimo para o animal”. Não é o que se costuma propagandear para incentivar as pessoas a comprarem esses produtos finais.

Na psicologia animal, o bem-estar é definido pelo estado físico do animal, integridade do corpo e resistência psíquica e emocional às agressões sofridas pelo manejo. Os veterinários etólogos, profissionais habilitados para a observação dos comportamentos e do estado físico e psíquico dos animais, levam em consideração comportamentos que o animal pode ter quando vive livremente e os comparam com os que o animal manejado tem. A partir disso admitem que o “bem-estar” do animal foi violado, ou não.

Hoje, a maioria dos animais explorados e mortos para consumo humano, especialmente os suínos, as aves, os vitelos e as vacas usadas para extração do leite, vivem completamente manejados, mesmo que os espaços do confinamento sejam algumas vezes maiores.

O confinamento é a condição básica de todos os animais manejados para abate ou extração de leite e ovos. Os animais criados soltos são raros. E a vida desses é usada para se fazer a propaganda de tudo o que deriva dos outros, criados e mortos em confinamento. Isso engana as consumidoras e consumidores.

Leia mais »

OAB em Taubaté e Caçapava vão fortalecer os Direitos Animais na região

O Vale do Paraíba agora terá pela primeira vez, unidades da OAB de Defesa Animal, o surgimento dessas unidades em Taubaté e Caçapava é um passo histórico e importante para o movimento animalista na região, que agora será mais forte com esse aporte jurídico.

A comissão de proteção e defesa animal da OAB de Taubaté (SP) trata de denúncias, orientação e intermediação de conflitos extrajudiciais e possui a finalidade de coletar e divulgar informações acerca de maus-tratos, visando à efetivação de medidas que auxiliem a resolver e a evitar o sofrimento dos animais.

oab-de-defesa-animal-abre-duas-unidades-vale-paraiba-taubaté-camaleão-caçapava-direitos-animais-advogados

Em Taubaté (SP), a OAB de Defesa Animal será presidida pela advogada Drª Pâmela Cristina Feliciana e pelos membros Dra. Carla Lopez Lobão, Dra. Thais Dias Pires, Dra. Katherine Lorenzoni Rodrigues, Dr. Jeremias dos Santos Gutierrez, Dr. Flávio Corrêa Leite, Dr. Carlos Alexandre Ribeiro e Dr. Rafael Zamboni.

Para permitir uma comunicação ágil, foi criada uma página no Facebook, onde têm sido postadas várias questões acerca da legislação pertinente, bem como sobre fatos noticiados pela imprensa a respeito das crueldades que têm sido cometidas.

Leia mais »

É possível fazer diversos tipos de hambúrgueres vegetais!

Os benefícios do milho para a saúde se devem ao fato do alimento conter fibras, e com isso, proteger as células, reduzir os níveis de colesterol, ajudar a controlar o açúcar no sangue e a prevenir os problemas cardiovasculares.

mini-hamburgueres-de-milho-com-mandiokejo-receitas-vegetarianas-queijo-vegetal-manioc

O Mandiokejo, é um queijo vegetal que tem como ingrediente principal a mandioca, ele é elaborado à base de ingredientes naturais, não contêm glúten, nem conservantes e é fortalecido com vitamina A, D2, B12, Ferro, Cálcio, Selênio e Zinco.

É muito utilizado por vegetarianos e intolerantes à lactose para uso em salgados, lasanhas e diversos outros pratos.

Leia mais »

Pecuária com sustentabilidade e bem-estarismo são as metas do PV

O Partido Verde (PV) é um partido político brasileiro, formado em 1986 por ambientalistas, após o avanço das tendências ambientalistas europeias. Possui como valores a ecologia, a democracia, o municipalismo, a espiritualidade, o internacionalismo, entre outros princípios.

Da fundação do partido a atualidade, o Partido Verde sempre se mostrou aliado aos propósitos econômicos, sociais e ambientais, em suas diretrizes programáticas para as eleições de 2014, isso é reforçado e deixado muito claro, nos itens de programa do PV.

partido-verde-quer-pecuaria-sustentavel-brasil-eduardo-jorge-bem-estarismo-bem-estar-animal

No oitavo item de governo do Partido Verde, que trata da Cultura de Paz, no inciso oito, as diretrizes demonstram que o pensamento dos verdes é implementar, incentivar e desenvolver uma pecuária que seja sustentável e que os animais de produção, os de estimação, os de trabalho, os selvagens e os de laboratório (foi assim que os animais foram citados no programa) sejam utilizados para os fins econômicos de uma forma “humanitária”.

A alegação do desenvolvimento sustentável da pecuária e a continuidade do uso de animais para os diversos fins de consumo (carne de vitela, porco, peixe, frango, vaca, leite, ovos, mel, etc), fins de estimação (comércio de animais), fins de trabalho (carroças, passeios, apresentações, etc), fins laboratoriais (testes em animais e vivissecção) é de que tais medidas vão impactar positivamente a economia com a criação de novos mercados, a saúde pública, a saúde ambiental (?) e a vida dos animais (?).

Leia mais »

Crueldade e Rodeios: novo registro e mais provas de abuso contra os animais

Em setembro, o CAMALEÃO, com apoio jurídico da AMAIS, realizou uma ação do registro de uso e abuso dos animais em um rodeio oficial (legalizado) da região do Vale do Paraíba (Interior de São Paulo).

Em meio à ofensas e desprezo dos peões (como era de se esperar) realizamos nosso trabalho fotografando e filmando todo a prática visível do rodeio, do brete a arena das montarias, para coletar o máximo possível de provas de stress, incômodo, machucados e expressões de dor dos animais usados nos rodeios.

rodeio-maus-tratos-animais-bem-estar-selo-rodeio-legal-crueldade-montaria-peão-vale-do-paraíba-camaleãoÉ sabido que não existe rodeio sem maus-tratos aos animais, uma vez que esses animais estão em ambientes noturnos, expostos a todo tipo de iluminação e barulho intensos, agitação dos peões e da plateia, sem contar o uso das ferramentas no corpo do animal para que ele se irrite e salte para expelir o incômodo (peão e seus apetrechos).

Leia mais »

Camaleão.Org © 2013